Cadê o ”nosso” mercado?

Por Zauri Candeo

Em todas as reuniões da Nova APAREM, o tema principal da conversa tem sido: “mas o que aconteceu com o nosso mercado?”

Ora, será que não sabemos? Se analisarmos os números da nossa frota de veículos, concluímos que, somente no estado de São Paulo, deveríamos ter algo em torno de 2 milhões de motores/ano para retificar.

A dura realidade: não colocamos a mão nem em metade deste volume. E por quê?

Porque (sem ficarmos batendo sempre nas mesmas teclas: falta dinheiro, a concorrência é predatória, tem o mercado ilegal de peças…) abandonamos o nosso mercado. “Achamos mais interessante” só usinar; “achamos bobagem” investir em equipamentos (algumas retíficas não tem um computador sequer); “achamos muito mais conveniente” deixarmos as oficinas montarem os motores. Só que quando alguma coisa dá errado, a culpa é da retífica – inclusive indenizando os serviços e peças – e quando tudo funciona perfeitamente, o mérito é do mecânico.

Enfim, hoje não “achamos” mais nada…

Não achamos mais os clientes, pois hoje eles são dos mecânicos.

Com sinceridade, a nossa visão foi burra e a nossa atitude covarde e preguiçosa.

E agora? Dá para reverter esta situação?

Dá, com muito trabalho e união, e a sua participação na Nova APAREM é fundamental, para que, juntos, possamos ter força máxima e consigamos recuperar o terreno perdido. Vamos juntos, vamos para a Nova APAREM!

Inscreva-se
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Gostaríamos de saber sua opinião, por favor, deixe seu comentário.x
()
x
Rolar para cima
popup redes sociais2